VIDAS NEGRAS IMPORTAM!
VIDAS NEGRAS IMPORTAM!

Assim como Demi Lovato fez em suas redes sociais nos últimos dias, reconhecer privilégios e a necessidade de um artista usar suas plataformas na luta contra o racismo e as mais diversas questões sociais é fundamental. É preciso usar os privilégios sociais para lutar por equidade, justiça e o fim do racismo.

Não é de hoje que a violência policial contra à população preta dos EUA ocorre. Recentemente, os assassinatos violentos de Ahmaud Arbery e George Floyd, cometidos por policiais brancos nos EUA, fizeram com que as discussões contra essas atrocidades fossem retomadas durante a pandemia, reacendendo a atenção da comunidade norte-americana (e mundial) a movimentos como o #BlackLivesMatter.‬

‪Apesar das notáveis diferenças socioculturais, econômicas e geográficas, as questões que envolvem a violência policial no Brasil não estão distantes. Não vivemos em uma realidade diferente da norte-americana, uma vez que somos um dos países com os maiores índices de violência policial, principalmente contra à população preta e pobre. Especialmente nas favelas a violência se torna rotina. ‬

‪Entre os centenas de casos desse genocídio histórico, o recente assassinato brutal de João Pedro Mattos, um garoto preto de 14 anos e morador de uma comunidade do Rio de Janeiro, chocou novamente o país. Mais um caso se repete e mais um é vítima da violência estatal.‬

‪Durante uma operação policial no Complexo do Salgueiro no RJ, João foi baleado por policiais dentro de sua casa, sequestrado pela polícia após ter sido baleado e permaneceu desaperido por horas. A família encontrou o corpo de João na manhã do outro dia, no Instituto Médico Legal (IML) de São Gonçalo.

Logo, torna-se necessário que não sejamos coniventes com essa situação, não há mais como tolerar atos violentos como estes. Quantas vidas continuarão sendo brutalmente interrompidas? Precisamos agir.

Por isso, se você não pode ir aos atos e não sabe como usar seu local de privilégios nessa luta, Juntamos materiais importantes para contribuir. Também não esqueça de assinar as petições e, se possível, contribuir financeiramente para a causa.

Além disso, gostaríamos de salientar que esse não é um post sobre Demi Lovato, por mais que sejamos uma fonte de notícias da cantora. Esse é um meio de usarmos nossas redes para lutar contra o racismo e toda à violência gerada por esse fenômeno social.

Confira alguns materiais em nosso twitter e não deixe de assinar a petição: https://blacklivesmatters.carrd.co/